Vip World

O QUE É FEMINISMO?

Segurança

O que é feminismo? O feminismo é um movimento social e político de mulheres e para mulheres que desde o século XIX vem ganhando espaço em todo o mundo, promovendo mudanças políticas e sociais em benefício das mulheres e da sociedade como um todo. Mais à frente os direitos reprodutivos e a luta contra a violência física, sexual e psicológica também se tornaram bandeiras importantes desse movimento. Leia também: Hannah Arendt — biografia da filósofa política que foi perseguida pelos nazistas Conceito de feminismo Feminismo é um movimento social por direitos civis, protagonizado por mulheres, que desde sua origem reivindica a igualdade política, jurídica e social entre homens e mulheres. Mary Wollstonecraft, educadora britânica e precursora do feminismo na Inglaterra. E por que o voto foi a principal bandeira nesse momento? O movimento, inicialmente, era formado por mulheres de classe alta que desejavam igualdade perante os homens de sua classe e por mulheres das classes médias que desejavam o treinamento educacional formal e científico, bem como bons empregos, conforme os homens de sua classe, as chamadas feministas liberais.

Encontrar brasileiras mulheres 761749

Independente e solitário?

A pesquisa descobriu que quase 60 por cento das mulheres casadas tiveram um caso extraconjugal. Eles dizem que o sistema de gênero contemporâneo encoraja as mulheres a serem competitivas com os homens na busca de parceiros, resultando em menos confiança em sua própria capacidade de encontrar um parceiro. Segundo alguns pesquisadores, o trabalho de valor dos chineses contemporâneos que seja financeiramente compensador também pode contribuir para esse aumento. Algumas das mulheres chinesas modernas, voltadas para a carreira, vêem seu relacionamento conjugal como um meio de obter liberdade financeira. Para alguns, isso pode se traduzir em um conto. Por algum tempo na China, a família da mulher foi considerada a principal fonte de renda da prometida.

FALE CONOSCO !

Integralidade emocional e sexual. Eis apenas alguns benefícios, segundo a psicóloga e especialista em relacionamentos Tina Muniz, que fazem valer a pena encontrar um segundo amor depois dos 50 anos. Clique aqui e faça parte! Mas, afinal, qual o caminho das pedras para facilitar a busca por um romance? Sueli Aparecida Freitas, 57, e Ronaldo Sobledi Rohdt, 54, que foram apresentados pela ex-esposa dele; crédito: Arquivo Pessoal Eu só desejei [encontrar um segundo amor] e fiquei aberta. A professora e o técnico em mecânica foram apresentados pela ex-esposa dele e se encontravam casualmente no mesmo centro espiritista. Apenas anos depois de se conhecerem, com Sueli separada do primeiro marido após 28 anos de casamento e Ronaldo sem compromisso, que a paquera começou. De tanto insistirem, comecei a observar. Apaixonado por motos, convenceu a amada, que morria de medo de estar sob duas rodas, a andarilhar em sua garupa.